No tempo em que trabalha em um negócio, encontrará numerosos aspectos críticos para o sucesso da organização. Isto acrescenta o fundamento do lucro, a função do pessoal, a função financeira e os ciclos comerciais. Porém, no assunto nesse post, nos concentraremos no fundamento do lucro. Quais são esses aspectos primordiais? Quais são as maneiras pelas quais estes 3 elementos se relacionam com o sucesso de um negócio? E como isso se relaciona com a profissão de contabilidade?

Pretexto de lucro

O fundamento do lucro é o vontade de gerar ganhos financeiros líquidos. As pessoas seguem este pretexto em todos os aspectos de suas vidas, desde os investimentos até o começo de um negócio. O motivo do lucro socorro as pessoas a tomar decisões de maneira simples e produtivo. As pessoas tendem a se concentrar nos empregos mais bem remunerados, despejar produtos com margens de nanico lucro ou formar seus próprios negócios. Uma corporação lucrativa tende a ter menos funcionários. O pretexto do lucro é respeitável para o sucesso de uma corporação.

Função de pessoal

O pessoal da função nos negócios é cota integrante da administração de uma organização. As funções dos oficiais de pessoal acrescentam conselhos, assistência e advogados. Ainda mais, eles estão desempenhando o papel dos tomadores de decisão em ambientes avançados de gerenciamento. Para permanecer considerável, a função de pessoal não poderá ser só consultiva. O papel do gerente de pessoal precisa evoluir em conjunto com as necessidades organizacionais e industriais. A seguir, são apresentadas algumas formas pelas quais a atividade do pessoal podes avançar seu papel.

Função financeira

A função financeira desempenha um papel crítico em um negócio, fornecendo uma diversidade de serviços para a organização. A atividade analisa as tendências econômicas atuais e define políticas financeiras, além de cria planos de comprido período para atividades comerciais. Ele também aplica um sistema de controles internos para a organização. Esses controles acrescentam enfrentar com dinheiro, distinguir vendas e despesas, avaliar inventário e autorizar as despesas de capital. Finalmente, a atividade prepara as amostras financeiras e fornece suporte à decisão de valor agregado.

Ciclos comerciais

Existem muitas fases no período de negócios. Cada fase tem uma tendência ascendente e descendente. Dentro de cada fase, existem 4 ou 5 sub-fases: expansão, recessão, emprego pleno e depressão. Estas fases são idênticos aos padrões cíclicos observados pela economia, contudo diferem um tanto um do outro em termos de magnitude. No momento em que uma economia experimenta uma expansão, as indústrias de moda e bens de consumo se beneficiarão com ela. Durante uma depressão, porém, a economia sofrerá.

Estruturas

As estruturas organizacionais são usadas em grandes e pequenas empresas. Nesses tipos de organizações, funcionários e departamentos são classificados de acordo com o poder e a responsabilidade. Os funcionários com mais autoridade estão no topo da hierarquia, sempre que aqueles com menos são encontrados no fundo. As estruturas organizacionais conseguem amparar um negócio a se afirmar de imensas maneiras, inclusive esclarecendo as responsabilidades dos funcionários e aplicando um conjunto claro de diretrizes. Listados abaixo estão alguns privilégios das estruturas organizacionais.

Metas

Há muitos tipos de objetivos de negócios. Alguns são financeiros, durante o tempo que outros não. As metas financeiras, por exemplo, são capazes de ser muito específicas. Eles podem adicionar o aumento da receita ou lucratividade. Uma oferta pública inicial é um fantástico modelo nesse tipo de objetivo. Outras metas são o desenvolvimento e conseguem se alegar ao acréscimo dos negócios em uma porcentagem específica, adicionando novos produtos ou serviços ou expandindo -se pra novos países. Qualquer que seja o propósito, é primordial identificá -los desde o começo e desenvolver o plano de acordo.

A seriedade da contabilidade nos negócios